Entrevista com Hudison Miguel: uma nova relação entre professor e aluno

Entrevista com Hudison Miguel: uma nova relação entre professor e aluno

Hoje, vamos conhecer um pouco sobre o Hudison. Atualmente ele é professor da unidade Cedaspy Tijuca, um destaque tanto pela sua história quanto pelo modo inovador como ele leciona as suas aulas e passa seu conhecimento para os alunos.

Hudison de Freitas Miguel, 22 anos. Ele poderia ser só mais um morador de uma comunidade que passa por dificuldades, apenas uma história triste e sem muitas esperanças de um futuro bom. Mas, ele fez diferente e iniciou o curso no Cedaspy no ano de 2011 e hoje além de professor ele se tornou Auxiliar de Coordenação de Ensino na unidade Cedaspy Tijuca. Através de uma entrevista com ele, ficamos sabendo um pouco sobre a sua história de superação e como ele vem aplicando isso tudo na sua rotina, conquistando os jovens alunos e motivando-os para serem melhores em sua vida pessoal e profissional.

Vindo de uma comunidade do Rio de Janeiro, ele viu na educação o caminho para não ter um futuro como alguns moradores do lugar que nasceu. E essa é a verdade que ele tenta mostrar e ensinar aos seus alunos.
Na nossa entrevista ele destacou que: “O maior desafio que encontro em minhas aulas, é despertar em todos os alunos o interesse em serem pessoas de sucesso na vida. Infelizmente muitos tem a mente limitada pelos “Ladrões de Sonhos”, e por isso não dão o seu máximo em ousar e acreditar em um futuro promissor para suas vidas”. Mas, o que por um lado é um desafio, pode ser um grande incentivo a que as aulas sejam cada vez mais produtivas, levando os alunos a pensarem no futuro, em suas palavras: “Por ser este o maior desafio, ele é também o estímulo para que minhas aulas sejam mais produtivas, pois estimulo os alunos a pensarem no seu futuro, não se contentarem com uma vida medíocre, e apresentar também que há uma esperança para o futuro e, principalmente, TODOS podem ter sucesso na vida profissional”.

Desde o início o seu foco sempre foi o primeiro contato com o aluno na unidade até o início das aulas. Desenvolvendo um trabalho de acompanhamento que começa no dia da matrícula e vai até o último dia de aula. Dessa forma, nasce um vínculo entre professor-escola-pais fortalecendo esses laços o que gera o maior interesse dos alunos em aprender e participar mais das aulas. Outro mecanismo utilizado por ele é o uso do ensino híbrido que de forma resumida seria o uso de tecnologias na sala de aula. Sendo assim o professor Hudison, aproxima o aluno da sala de aula ao convergir o ensino presencial mais tradicional ao ensino que se utiliza de tecnologias digitais.

O profissional mostra que além de professor é preciso cultivar uma relação de amizade, conhecendo a realidade do aluno, mostrando que através da educação e do seu esforço ele será capaz de passar pelas dificuldades e construir um futuro melhor.

 

Siga o Cedaspy nas redes sociais:

Leave a Reply